Sapateira Selvagem Cozida

Sapateira selvagem cozida

Sapateira Selvagem cozida sem fazer recheio.

Para ver os jogos de Portugal em altura de férias, com calor e a receber os amigos, nada melhor que uma sapateira selvagem cozida.

Faço sapateira muitas vezes. Não é muito caro, é fácil e rápido (até já há receita no blogue).

 

Hoje em dia, qualquer supermercado tem sapateiras vivas ou congeladas à venda, mas encontrar uma sapateira selvagem, boa, é outra coisa.

Lembrei-me de fazer este artigo porque encontrei uma, muito boa, congelada. Era tão boa que foi só abrir, estava tão cheia, até tinha ovas e não precisei, nem fiz o recheio que costumo fazer. Foi só abrir e comer.

Pelo que fiquei a saber, as sapateiras devem ser capturadas na altura da desova. Não vou dizer quais os meses porque hoje em dia, as que compramos congeladas não são capturadas cá, por isso é indiferente a altura da desova. O que é importante é escolher a fêmea.

Mas como sabemos qual é a fêmea?

A fêmea é a que tem a “barriga” mais larga.

Sapateira selvagem cozida

 

 

 

 

 

Eu compro já cozida mas cozer em casa é fácil.

Basta colocar num tacho largo com sal ( Gr./l. de água), folhas de louro, casca de cebola e cozer durante minutos.

Retirar e arrefecer em gelo.

Mas voltando à minha história.

Esta foi só abrir e como estava tão cheia, foi só comer.

Sapateira selvagem cozida

 

 

 

 

 

 

Estava uma delicia!

Sobre susanasilva 311 artigos
O Pão Pão Queijo Queijo, foi criado a pedido de amigos, que gostam do que cozinho. Gostam de receitas fáceis, rápidas e deliciosas. Gosto de fazer experiências com todos os produtos e marcas. Faço comparações e sei quais os melhores produtos e mais baratos. Para além de a partir de certa altura na curta vida do blogue, ter necessidade de fazer e inventar receitas sem glúten.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário