Doce de Chila

doce de chila

Doce de chila, o doce tradicional.

A chila ou gila, é usada como doce de fios brancos em vários doces tradicionais e conventuais. O doce de chila, é um clássico nesta altura do ano, usado para várias receitas.

A chila vem duma abóbora que pesa entre 1 e 4 kilos. É conhecida por chila-caiota ou gila-caiota (em Portugal) e por “melancia de porco” (usa-se na alimentação desse animal).

 

Pode-se pensar que é trabalhoso mas na pratica faz se muito bem. E deve-se ter atenção ao facto de não poder usar objectos metálicos, segundo os mais antigos, altera o sabor.

 

Ingredientes:

1 Abóbora de chila

Açúcar (peso da abóbora cozida e escorrida -200 gramas)

1 casca de limão

1 Pau de canela

Sal

250 Ml. Água

Preparação:

Parti a abóbora, atirando-a ao chão.

Com as mãos, separei a abóbora em vários pedaços.

Retirei as sementes e os filamentos amarelos.

Lavei, em várias águas, os pedaços da abóbora. Lavei até que deixasse de deitar espuma.

Numa bacia, com bastante água, coloquei os pedaços com a casca virada para cima, de um dia para o outro.

No dia seguinte, coloquei numa panela grande, água a ferver com sal e coloquei os pedaços a cozer durante 45 minutos.

Ficaram tenros e a casca começou a soltar-se.

Retirei e deixei arrefecer.

Com uma colher de plástico (não consegui com a de pau) raspei os fios para dentro duma taça.

Deixei a escorrer durante 1 hora.

Já sem água, pesei (para saber o peso do açúcar)

No meu caso pesava 1280 gramas.

Coloquei 1 kilo de açúcar, num tacho com a água e deixei atingir o ponto pérola (demora mais ou menos 7 minutos e vê-se quando, ao mexermos a calda com uma colher, esta cai da colher em gotas.

Juntei a abobora e fui mexendo para os fios se separarem.
Deixei ferver até que, com a colher de pau, ao passar no fundo do tacho, fizesse uma “estrada”.

Apaguei o lume e deixei arrefecer.

Coloquei frascos a esterilizar e guardei a chila neles.

 

 

 

 

 

 

 

Uma delicia!

 

Sobre susanasilva 311 artigos
O Pão Pão Queijo Queijo, foi criado a pedido de amigos, que gostam do que cozinho. Gostam de receitas fáceis, rápidas e deliciosas. Gosto de fazer experiências com todos os produtos e marcas. Faço comparações e sei quais os melhores produtos e mais baratos. Para além de a partir de certa altura na curta vida do blogue, ter necessidade de fazer e inventar receitas sem glúten.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário